Cuide do coração: hipertensão arterial afetava 31,3 milhões de brasileiros em 2013

Se você sente dores de cabeça, tonteiras, vista turva e cansaço repentino, é melhor consultar o cardiologista. Se você não sente nada disso, mas passou dos 35 anos, é bom fazer o mesmo. A hipertensão é uma das principais causas de morte no Brasil. Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), em 2013 a doença atingia 31,2 milhões de pessoas de 18 anos ou mais de idade em todo o país, sendo 14,9 milhões no Sudeste. Na força de trabalho, eram 14,2 milhões de pessoas ocupadas com diagnóstico de hipertensão.

Além de buscar atendimento, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) recomenda alguns hábitos saudáveis para a prevenção de doenças cardiovasculares: reduza o consumo de sal, doces e gorduras, pratique alguma atividade física regular e não tome medicamentos sem orientação profissional.

A hipertensão arterial está associada a fatores como hereditariedade, obesidade, estresse, maus hábitos alimentares e sedentarismo. A SBC mantém uma campanha permanente para conscientizar a população sobre a importância de visitar o médico com regularidade e medir a pressão. O grupo alerta que, especialmente no inverno, o risco de problemas cardiovasculares é maior, devido ao consumo sem controle de alimentos gordurosos e pesados. É importante também se agasalhar e preferir atividades físicas em espaços fechados e protegidos do clima adverso.

Esta segunda, 14 de agosto é Dia do Cardiologista.

Veja também: Colesterol: cardiologista fala sobre importância do controle para uma vida saudável.

Fonte: Agência IBGE

Saúde.Com: Dr. Schariff Moysés fala sobre as doenças do coração